Archive for the 'money precioso' Category

Primeiro post do ano

Tá, eu sei que o ano começou ha 13 dias e blablabla, mas ah. Andei ocupada. Só que o post será longo, portanto aviso aos preguiçosos:

SE VOCÊ NÃO QUER LER SOBRE MUITOS FATOS NÃO MUITO INTERESSANTES POR MUITAS LINHAS, FECHE AGORA A ABA DO SEU CHROME.

(sim, pq uma pessoa que ainda usa o Explorer ou aquela porcaria de Mozilla que atualiza 15x por semana não merece o meu respeito)

Vamos lá.

Passei 12 dias em Venceslost, o que não me dá muito assunto pra contar. Primeiro porque choveu TODOS os dias, exceto no primeiro, quando tomei um solão e fiquei 3 dias roxa. Segundo porque mesmo reencontrando primos e mais primos, as novidades são sempre as mesmas do ano anterior, exceto uma criança que tá cada dia mais velha e faz eu me sentir mais idosa a cada ano. Tipos, “eu te vi de fraldas dançando a Dança da Cordinha, Fulana, e você vai fazer quinze anos!”. u.u Terceiro porque um lugar onde você vai tomar sorvete sentado na praça não é lá muito movimentado, né. Mas é bom. Onde mais eu iria conseguir chegar em qualquer lugar em menos de 10 minutos? Ou tomar sorvete recheado por R$1? Ou rir de chorar com pessoas que em 10 minutos fazem parecer que um ano quase todo não passou de algumas horas, e que a amizade será pra sempre, exatamente a mesma? Ou dormir até tarde, acordar e ter almocinho pronto…  colinho de pai e mãe! 🙂

O mais legal foi levar Tica e Teca junto, e ver as duas fazendo a maior amizade com os gatos lá de casa! Tica no último dia tava até rolando no chão limpo com Veja junto com o preto louco. Os dois. Lokis das dorgas.

Bom, mas daí eu voltei de lá de carro, quase 600km sozinha e tal. O detalhe da viagem não foi nem um babaca apostando corrida (sozinho) comigo e ficando puto cada vez que eu mudava de faixa e ficava tipo 40 carros na frente dele, e nem a multa grave por excesso de velocidade que meu pai me ligou hoje orgulhoso e contente pra me contar e dizer que ficaria feliz em pagar e em aceitar como seu o desconto de pontos da carteira (NOT), ou ainda a overdose de todos os meus mp3 over and over again. Não. Nada disso. O detalhe da viagem de volta foi a Tica miando o.tempo.inteiro. Ela miou assim tipo por umas duas horas. SEGUIDAS. Daí tá, resolvi soltar a gata. Soltei. Daí ela saiu, e sumiu. Em 10 min ela apareceu no meu OMBRO, atrás do banco, e soltou um: “miau?” Caralho! Que susto! Daí ela continuou e não parou nunca mais. O engraçado era que cada hora eu ouvia ela miando de um canto do carro, e eu abria a janela nos pedágios com o maior medo de sair um gato voador e pular na cara da moça do caixa. As vezes eu achava que ela estava incomodada com o volume do som e abaixava. Ela ficava muda. Tipo: oO. … MIAU! Foi foda. Fora que depois de 12 dias numa casa gigantesca, ela ficou uns 4 pra acostumar de volta aqui, e o tédio dela era tanto no apertamento que ela faltava só subir no LUSTRE. Reflitam.

Ah, falando em refletir, semana passada fui assistir Avatar. Não, não foi no Imax e sei que você deve estar pensando: “QUEM na face da Terra mora em SP e não vai assistir Avatar no Imax?!” e eu te digo: “Então tenta comprar o ingresso e vou contigo e vejo de novo.” IMPOSSÍVEL, mané. Tudo esgotado, a não ser que você tope sair da zona sul e ir pra zona oeste em pleno domingo 10h da manhã pra ver um filme de 3 horas de duração. Quer dizer.

Então fui ali no Market Place mesmo. E CARA. O filme é muito bom. Vale muito a pena, em todos os sentidos! É de arrepiar, de chorar, de rir… Vale a pena assistir só pelo trabalho todo e paciência de dar inveja a Jó do James Cameron em esperar todos esses anos pra ter uma tecnologia decente pro roteiro maravilhoso dele… Nem vou falar mais nada. Assiste o trailer:

Ah! E quem falar que Avatar é uma mistura de Smurfs com Thundercats toma porrada, ok? Bjocas!

avatar_smurf_heman

 

Falando em tomar porrada… hoje começou o BBB10. Yay! Três meses de pura diversão e adrenalina, onde a galera vai armar altas confusões e grandes aventuras num clima de muita paquera e azaração! ATORON! Ainda por cima essa versão do BBB tem 6 pés no arco-íris. Reflitam! Babado e baphón! Huehueheuheuehuehuehe! Ah, olha que muito bom o BBBizarro do KibeLoco desse ano:

BBBizarro10a1 Uheuehueheuheueheuheueheuheuhe!!! IMPAGÁVEL!!!

E falando em pagar, hoje fui no shopping procurar um presente e acabei comprando uma blusa. Porque né. Vai ter o show no final de semana e tal… Só que tipo. Foi um PARTO achar uma que eu gostasse naquela porra daquele shopping Morumbi. Eu nunca vi tanta loja com tanta coisa que eu não quisesse. Juro! Daí achei uma… só que TIPO ASSIM que tem um CACHORRO desenhado! UHEUEHUEHEUEHUEHEUEHEUHEUEHEUEHUEHU!!!

DORGAS, MANO!!

Não aguentei. Vou vestida de abêia no show. [/interna] – quem não entendeu, clica aqui.

Só que comprar é uma coisa que não se pode começar a fazer… e eu queria outra blusa. Só que se foi um parto achar UMA, onde eu ia achar OUTRA? Resolvi ir na C&A. Entrei e já desisti de blusa. Nada que prestasse… vi umas calças. Cara. Eu nunca vi numeração de roupa tão louca na vida. Uma calça M serve, e uma tipo PMG (para muito gordas) fica apertada. Oi? Pois é. Mas como C&A pra mim tem um histórico Compre & Arrependa, desisti. Vou viajar com as minhas roupas mesmo que eu ganho mais.

Enfim. Não vou ficar aqui falando de como estou empolgada com essa viagem e com estes shows. Nem de como vai ser sensacional passar o meu aniversário no Rio, vendo isso:

de perto, de novo. Nem de como eu já estou quase tendo trigêmeos pelo nariz de ansiedade, e querendo dormir e acordar logo pro tempo passar depressa!

E sabe o que é melhor? Que enquanto não estiver assistindo os shows, vou estar por aqui…

rio-de-janeiro-beach-leblon-1

De sexta a domingo… e daí, na segunda, dia 18… FÉRIAS! E depois de uma semaninha de férias com a amiga querida que vem de Ribeirão pra biscatear por São Paulo… FERIADO EM PLENA SEGUNDA-FEIRA!

Fala sério. Deus é bom. É mulher. E gosta de mim!!!

Agora deixo vocês aí com inveja e vou nessa.

Beijo, putada!

#PAS [/interna2]

Anúncios

Eu, hein

Pra começar já alerto que hoje é segunda-feira e este fato já consegue exterminar o sorriso do meu rosto por si só. Assim, pelo menos até as 18h. Então eu acho que é um belo de um bom momento pra botar pra fora umas coisas que eu ando tendo vontade de falar, assim, logo de uma vez.

Então, lá vai:

copao

Explico.

Ultimamente eu ando de saco cheio de escutar besteiras e ficar quieta. Não que meu saco vá exatamente esvaziar, afinal, se eu falar pra todo mundo tudo o que eu realmente penso de todas as coisas que eu NÃO concordo, eu estaria solteira, desempregada, sem amigos e longe da família inteira há uns 9 anos. Mentira que da família inteira, mas de certos membros dela, com certeza. Porque né. Com 13 anos a gente já saca muita coisa. Só que tem algumas coisas que eu simplesmente cansei de discutir com as pessoas, sabe. Gosto, estilo e valores, por exemplo. Tá que eu não ganho rios de dinheiro e tampouco consigo me sustentar sozinha com a alfafa nossa de cada dia. A alfafa ganha mal dá pro sal do gado e pro leite das meninas, mas a gente faz o que pode. Só que é o que eu ganho cortando cana aqui, e eu gasto como eu bem entender, e eu devo pra quem eu quiser. Se eu gosto de gastar com shows, livros e discos, eu gasto. Se eu gosto se sapatos e roupas, eu gasto. Azar é o meu. Aliás, azar é o do Unibanco, né. Mas enfim.

Digo mais: se no meu carro eu só ouço música estranha, MPB ou punk rock aramaico de freiras cegas belgas de perna cabeluda o azar é de quem? É dos frentistas dos postos de gasolina que eu paro. Porque né amigo, se você tá de carona tá pago pra ficar quieto, concorda?

E não terminei: se eu gosto de dormir muito, quem é que tá perdendo tempo dormindo? Se eu gosto de sair correndo pelada na rua cantando ‘Minha Periquita’, quem é que paga mico? Se eu tomo quatrocentos remédios pra dor de garganta e depois tomo uma Coca Light bem gelada, quem é que se fode com imunidade baixa? É você? Não é, né? Então antes de se passar por boneca-inflável e ficar com essa cara de surpresa, vamos combinar uma coisa: eu sou assim. Certo? Todos entendidos? Ótimo. *

MUDANDO DE ASSUNTO

sexta-feira eu fui no Shopping Ibirapuera comprar o cd novo da Ana, N9ve. Entrei nas Lojas Americanas e achei lá, por R$19,90. Mas só que então. Acho tão tosco as Lojas Americanas. Como diz a Dé, você entra pelos esmaltes, passa por um túnel de ovos de páscoa, pelas calcinhas e potes de plástico até chegar nos cds, que aliás, ficam numa ZONA FRANCISCANA, mal dá pra entender onde fica o sertanejo, o góspel e o punk rock das freiras belgas. E ai, que triste um cd tão bacana dentro de uma sacola da AMERICANAS né, tipo. Enfim. Então que eu pensei que putz, vou na Saraiva. Lojinha aconchegante, bonita, organizada, com uma Starbucks cheirando café novo ali e taus, toda uma experiência de compra né. Então tá, subi os 3 andares, entrei na Saraiva. Tava lindo lá o cd, em destaque na entrada da loja… tudo maravilhoso, mas por R$24,90. Daí meu bolso deu um beliscão na minha bunda e me lembrou que nem rola dar 5 pilas pra Saraiva só porque ela é bonitinha, né. Daí voltei pras Americanas, fiquei 2 horas escolhendo qual capinha tava menos amassadinha nas pontas dentro daquele prástico tosco que eles embalaram e fui pra fila pagar.

Saí toda boba com meu cdzinho, abri, olhei, li o encarte e taus. Embalei bem embaladinho dentro da sacola da Americanas e fui pra praça de alimentação. Proletária que sou, comi no lugar que na matrix Preço x Qualidade fica mais bacaninha e tal. Daí veio a merda: aquela vontade louca de comer um doce. E ai… Amor aos Pedaços. Porque né, mnhamis. Mas daí eu pensei comigo: tá, se é pra pisar na jaca, vou escolher um bolo que esteja MUITO LINDO, e pegar uma fatia beeeem finiiinha, porque daí, das calorias, as menores. Fiquei 3 horas namorando a vitrine, escolhi um bolo lindo, todo recheado, cheio de frufrus e mon amour e tals. Chamei a moça e falei:

– Beeem finiiiiiiiiiiiinho.

E ela cortou realmente BEM fininho. Botou na balança. R$10,40.

Juro por Deus que a porra do bolo custou dez reais e quarenta centavos. Tipo, metade do preço do cd. Tipo, o preço da minha janta. Cara, sentei com vontade de comer aquele bolo por cada centavo que ele custou, e na primeira garfada a única coisa que me veio na cabeça foi:

– Puta que pariu, o bolinho de polvilho da minha tia Arlinda é melhor. E é de graça.

Fui pra casa meio decepcionada, juro por Deus. Porque eu nem gosto tanto assim de doce e com R$10,40 eu enfiava o pé num Mc Donald’s de uma vez. Caralho. Mas segue o baile, né. E eu sigo R$10,40 mais pobre e 968 calorias mais gorda.

FALANDO EM SER POBRE

ontem no supermercado eu notei quão bicha é o meu carrinho de compras. Produto de limpeza, flores, água, sopa, pepsi e areia pra gato. Porque ter gato e tomar sopa é coisa de mulherzinha. Ou de gay. Ou dos dois.

E FALANDO EM SER GORDA

acho que vou entrar na academia. De novo. Sabe quando você sente que precisar SAIR CORRENDO pra queimar banha? Tô super sentindo isso.

Pena que a única coisa que eu consigo focar agora na minha frente é uma tigela cheia dos bolinhos de polvilho da minha tia Arlinda.

biscoito-polvilho

Beijo da gorda! 

* isso não é para ninguém em especial. É no geral, mesmo. Se a carapuça servir, já sabe.

Tudo sobre meu pseudo-feriado

E então que eu finalmente me mudei. Sábado, pra ser mais exata. Mudança, caminhão, sujeira e aquela coisa toooooda que envolve a mudança. Pra quem nunca mudou, saiba que a mudança começa no momento em que decide sair de onde está. Os motivos são vários, únicos ou nenhum: preço do aluguel, distância do trabalho, tamanho do apartamento, condomínio, bairro, enfim. A questão é que os motivos que te fazem sair de um lugar são exatamente o oposto do lugar pra onde você tá querendo ir, se achar. Exemplo: o bairro que você está é perigoso mas o aluguel, mesmo sendo baixo, não vale sua segurança. Então você quer um bairro seguro com um preço razoável. Ou se seu apartamento é pequeno de mais e fica longe do trabalho: você quer um maior, mais perto de onde você trabalha. Saiba: NUNCA é um motivo só, e mudar NUNCA envolve apenas achar outro lugar. Quer um exemplo? Vamos lá:

Passo 1: a procura 

Suponhamos que você more num bairro ok, perto do trabalho, num apartamento ok, mas além do seu bolso. O que você precisa? De um apartamento mais barato, certo? Errado. Você precisa de um apartamento mais barato, tão digno quanto e tão perto do seu trabalho quanto o atual. Por quê? Porque pra ir pra um buraco lá nos canfundós do Judas, só pelo preço, não te compensa o transporte extra diário pro trabalho e nem sua qualidade de vida. Logo, a tarefa básica de “achar uma coisa mais barata” fica mais complicada.

Ouvi várias vezes pessoas dizendo: “ai, como teu aluguel é caro. Ai, como você é exagerada, muda de lá, sai de lá, acha outra coisa, olha o tamanho desta cidade, certeza que tem algum lugar!”. Daí quando as pessoas acompanharam minha busca por um apartamento, viram como é mais complicado que um certeza que você acha. Eu achei, sim, coisas bem mais baratas. Quase metade do valor. Sim. Lá no Jabaquara, ou lá no centro da cidade. E de que me adianta se vou triplicar o consumo de combustível?

São muitas as contas pra se fazer, e é muitíssimo demorado encontrar um lugar decente, barato, num bairro legal.

Passo 2: a burocracia

Depois de acordar cedo dias e dias seguidos pra visitar apartamentos antes do horário do seu expediente, você encontra um. Amor à primeira vista. Vai e diz: é meu!

Pensa que acabou por aí? Não senhor! Agora você tem que correr na imobiliária de onde você está ainda, dar andamento a uma rescisão de contrato de aluguel (normalmente são 30 meses, com 12 mínimos sem multa), pagar tudo o que deve pro proprietário de onde você está hoje (eles normalmente se mostram uns cretinos filhos-da-puta nestes casos). Negociar os dias em que ainda está por lá e tudo o mais. Nesse meio-tempo, você precisa se certificar de sua situação nos órgãos públicos e ir atrás de todos os documentos do universo pra dar entrada nos papéis de locação do novo imóvel e do muito provável seguro-fiança que agora virou moda fazer: RG, CPF, extratos bancários, extratos dentários, comprovantes de residência, nome da mãe, do pai, do filho, do espírito santo; todos os bens que você tem no seu nome e tudo que o banco sabe que você faz na vida.

Aliás, falando em seguro-fiança: que porra é essa, amigo? Não sei se vocês sabiam, mas atualmente em São Paulo não basta você ter um pai, tio ou amigo que tenha um imóvel quitado com um valor mínimo de meio bilhão de reais e resida ao lado da casa do proprietário do apartamento. Não senhor. Agora é moda fazer seguro-fiança. O que é o seguro-fiança? Oras, nada mais é que extorção simples e pura de dinheiro! 😀 Se depois de todos os milhares de papéis e uma singela taxa de R$35 a Porto-Seguros acreditar que você não é um caloteiro filho da puta, eles vão te fazer pagar um valor de 2 aluguéis inteiros, em 4x. Isso assegura o dono do apartamento que se você der o calote, ele vai receber. Mas não pense que esse dinheiro você verá de novo, amigo. Pois caso você dê mesmo o calote, você tem que reembolsar a Porto Seguros. E caso não dê, perdeu igual. É basicamente um esquema em que você paga pra provar que vai pagar. PALHAÇADA.

Passo 3: encaixotando

Então tá. Você procurou, achou, deu a bunda e conseguiu alugar o apartamento. Tá com os papéis na mão. Acabou? NÃO! Agora vem a parte peão da história: encaixotar.

Isso mesmo amigo. Se você não é filho do Edir Macedo, vai ter que botar tua casa dentro de caixas com as próprias mãos. Pratos, copos, vasos, livros, roupas, sapatos, post-its, canetas, pilhas, contas velhas, pacotes de miojo, meia lata de ervilhas, um pé de chinelo velho, meias sem par, calcinhas e cuecas furadas… TUDO DENTRO DE CAIXAS E MALAS. Afinal você precisa entregar o apartamento completamente vazio. Uma dica: leve embora tudo que der. Que você tenha comprado, claro. Lâmpadas, suportes, porta-toalhas. TUDO. Não deixe nada que o filho da puta do locatário possa usufruir. Se é seu: LEVE EMBORA.

É nessa hora que você nota como tem coisas. Parece que as coisas tem filhotes enquanto você vai abrindo gavetas e armários pra guardar tudo, é uma coisa impressionante! E com as coisas velhas / novas que você vai redescobrindo no mundo mágico pra onde vão as canetas BIC TODAS que você tinha perdido, vai achando poeira, sujeira… vai vendo que a empregada NUNCA arrastou a geladeira, e coisas do tipo.

Passo 4: mudando

Aqui é rápido: tenha certeza que seu apartamento novo tem energia. Não mude antes de verificar ou você corre o risco de ficar sem luz por 2 dias. A Filha da Puta Eletropaulo me deu 2 dias úteis pra ligar a luz do meu. Sexta e Segunda. Sexta eles não foram… mudei no sábado e a luz chegou só segunda. Sim. 2 dias dormindo no chão duro do apto velho pq o corretor foi muito bacana comigo. 

Contrate um tio que faz mudanças. Sério. Se você mora num apartamento de menos de 60m² R$300 é mais que suficiente pra se gastar com isso – FUJA DE COMPANHIAS CHIQUES DE MUDANÇA.

Passo 5: desencaixotando

Aqui é quando você já está no apartamento novo… e precisa de um copo. Onde ele está?

_

Enfim, meu pseudo (trabalhei segunda, clap clap) feriado foi basicamente os passos finais da fase 3, toda a fase 4 e o início da fase 5 da mudança. Ainda tô com 45% das minhas coisas dentro de caixas, mas pelo menos já tenho energia elétrica e chuveiro, que o namorado instalou.

No mais, comi feito uma porca e assisti 4 filmes no cinema. Só carregou a imagem de Divã, que na verdade foi o melhor. 

Divã

 

 

 

 

 

 

 

 

 

S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L.

No mais: pizza, mexicano, churrasco, pizza, mineiro, pizza, sushi e pizza.

Beijotôsemtelefone

Decepção define.

O Big Bosta Brother acabou ontem, e não poderia deixar de demonstrar aqui minha D-E-C-E-P-Ç-Ã-O com relação a isso. Porque vamos combinar: ou o povo Brasileiro é MUITO BURRO E ESCROTO ou a Globo manipula descaradamente os votos.

Como a segunda opção é uma coisa que, a princípio, descarta-se, vamos então ter a desculpa pra meter o pau no povão, né? Vamos lá:

Vamos analisar os dois grandes finalistas dessa edição do BBB. 

Max.

Magrelo, emotivo, chorão, orgulhoso, finge ser amigo de todos e estampa isso na cara. Todo cheio de tatuagens emo/indie, pacificador, com gritos de guerra idiotas que me fazem ter vergonha alheia. Tem pitis quando ganha um paredão no estilo: “AHHHHHHHHHHHHHHHH OBRIGADO CRISTOOOOOOOOOOOOOOOOO”, que me dão EN-GU-LHO. Ou seja: um típico queridinho dos brasileiros né galeram. Eu vejo tias gordas e gente idiota achando o má-xi-mo o que ele faz, e pensando que as tatuagens MAXIMIZE-SE e MINIMIZE-SE são super hiper mega monster CRIATIVAS e SUBJETIVAS e METAFÓRICAS. Eu tinha um amigo no colegial que era uma toupeira, tadinho. Mas era do estilo galã. E como era mais velho, dava uma de galã culto e sábio que dava dicas sobre a vida e suas armadilhas. Detalhe que ele tinha tipos 18 anos e a galera tinha 17. Sábio que ele era. Mas enfim, todo mundo pagava um pau absurdo pra ele, como se as poesias que ele fazia (juro) e as frases e pensamentos que ele repetia depois de ler tipo na Capricho fosse uma coisa linda de Deus. Eu tinha uma certa vergonha alheia na época. Era um cara bacana, mas ele era inteiro falso e copiado de várias referências e todo mundo achava a coisa mais gracinha da Hebe. As professoras achavam ele uma graça, pois mesmo sendo uma toupeira ele fingia que estudava e fazia umas perguntas bem cretinas fingindo interesse. Mas ele era tão gracinha… tão românticozinho, tão com frases e citações de pensadores que ele lia na Capricho, tão… MAX.

Tia Gorda 

Minimize-se

 

 

 

 

 

 

 

 

Priscila.

Glamurosaaaaaaaaaaaa, rainha do funk! Poderosaaaaaaaaaaa, olhar de diamante! 

Priscila é absoluta. Ela é gostosa, é poderosa, tem um cabelo de dar inveja em qualquer modelo do Garnier Fructis. É sarada, é safada. Prianha tem piercing genital e rebola. Mas não é só um rostinho bonito não, galere. Pri é inteligente, é amiga, é contida. Ela foi pro paredão várias vezes e a família dela não foi torcer, provavelmente por não dar o menor apoio pra alguém assim, que incomoda. Típica ovelha negra. Mas como disse o Bial e seu momento pseudo piscologo, as pessoas quebraram a cara com ela ao longo do programa. No início todo mundo tinha o que falar mal. Puta, vaca, oferecida, biscatão… só que ela se mostrou forte, uma pessoa de um coração imenso que não se metia com ninguém. Roubou a cena to-tal! Ou seja… típica pessoa ODIADA pelo povo brasileiro (ou por 0.24% a mais que as antas que gostam do Minimize-se). Ela é de dar inveja nesse monte de monte que assiste ao programa. Taí uma gostosuda que nasceu pobre e deu certo (piada pronta) na vida. Gostosudas merecem MORRER, e não ficar MILIONÁRIAS, néam. Vamos dar a grana pro gracinha da Hebe! Ela é puta, posa pra Playboy.

Véia cuzonaPRIde

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ah, vai tomar no olho do cu todo mundo. Priscila merece o milhão! Priscila PRIDE!! 0.24% de diferença é empate aqui na minha terra!

Pri, leiloa o corpitcho e faz teu milhão, gata. Deixa o minimizado enfiar o milhão dele onde ele quiser, tá? Ele pode ter fãs, mas mulher com FÍSICO melhor que o teu só essa aí de baixo.

Mulher com melhor físico do mundo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Beijomeliga.

Criança carente

Sozinha, faminta e agora sem-teto.

Pela 4ª vez em 5 anos, estou mudando de casa. O dono do apartamento onde eu moro resolveu achar que eu sou filha do Onassis, e além do roubo que me cobra (e que antes da crise até tava dando pra bancar), ainda vai subir. NO. WAY.

Por conta disso estou sumida, procurando incansavelmente um novo lar para mim e meus bichos. Fazer o quê, né? Mas, como diria uma amiga, “tô de boa na lagoa”, “tá osso mas ainda não tá russo”. Vamos que vamos. Exceto os dias em que estou tão absurdamente insuportável que nem um Cristo Redentor (que dirá o namorado) me suporta, tento manter o bom humor em fim de contrato, renovação de seguro-fiança, porta do guarda-roupas caída (estava solta, mas não caída quando eu entrei. Entendem a diferença? Quem bota ela lá de novo soy yo.) e a inexistência de um lugar digno e barato pra se alugar nessa bosta dessa cidade.

É isso. Se você sabe de um apartamento legalzinho na zona sul/centro de SP e que caiba no seu bolso (se não cabe no seu não pense que vai caber no meu), dá um toque.

Beijonãoliga

Alegria de pobre dura pouco

Ontem no final do dia, eu achei que depois de anos pedindo e meses com o pé na lama, Deus tinha olhado pra baixo, apontado pra mim e dito:

– Essa gordinha mal humorada merece um presente.

E então eu acesso o site do banco, e eis que tinha uma grana EXTRA, quase do tamanho do meu salário, depositada lá. A princípio achei que de fato era o meu salário, mas seria impossível. Pois a empresa que me dá a alfafa nossa de cada dia chama Bananas, e a empresa que me depositou o dinheiro chama De Macacos S/A. Além do mais, eu enviei a minha nota pra Bananas na segunda-feira, e era humanamente impossível que na quarta o dinheiro já estivesse na conta. Eles sempre demoram uma década pra liberar a meia dúzia de centavos, como se fosse uma fortuna.

Daí meu olho brilhou. Depositaram errado!! Algum trouxa depositou uma grana errada na minha conta! Salvei a minha vida, era exatamente o quanto eu precisava pra sair da cova, limpar a lama e sorrir novamente para uma conta azul!! Liguei para o meu pai, que disse: saca. Assim, pura e claramente. “Saca. Se ninguém falar nada, fica na tua. Se falarem, você combina com o banco uma forma de pagar de volta.” Me pareceu muito justo, e eu transferi o dinheiro restante (sim, pois o banco sugou a quantia que caiu, visto que eu estava com a conta roxo-fúcsia) para meu outro banco. Niiiiiiiiiiice!!!

praia1

Contei para uma galera amiga, e entre respostas como “Isso é desonesto” e “Torra tudo!”, todo mundo concordou que era uma baita sorte e que isso nunca havia acontecido com eles! Fiquei no céu. Preocupada com o erro, sabendo que isso é errado… Mas como eu estava MUITO dura, eu me reservei o direito de ficar quieta. Se me procurassem, eu pagaria de volta. Mas como o erro não foi meu, ia pedir pro banco cooperar comigo e deixar eu pagar em partes. Ficaria assim tipo um empréstimo. Ou seja: Deus continuava com a mão no meu ombro sorrindo pra mim.

Fui agora almoçar com uma amiga (almoçar não, tomar coca light. Dieta líquida pra mim até sábado), e ela disse:

“Amiga, é o seu auxilio-alfafa. Pode acreditar em mim, pois eu também recebi uns milésimos de centavos a mais este mês.”

“Não pode ser amiga, pois enviei a nota na segunda! Eles demoram sempre 5 a 7 dias pra pagar. Além do mais não foi do Bananas o depósito! Foi de uma tal empresa chamada De Macacos S/A!

“A Senzala aqui inventa moda o tempo inteiro, amiga. Vai por mim que é a alfafa. Acredita.”

Fiquei com aquilo na cabeça. Mas não acreditava, afinal, era impossível. Daí voltei do almoço e procurei o telefone do Bananas pra ligar e perguntar sobre a alfafa. Daí achei um e-mail desta empresa, meio antigo. O e-mail era mais ou menos assim:

“Blablablablabla blabla bla blablablablablabla bla blablabla blabla bla blablablabla Blablablablabla blabla bla blablablablablabla bla blablabla blabla bla blablablabla Blablablablabla blabla bla blablablablablabla bla blablabla blabla bla blablablabla Blablablablabla blabla bla blablablablablabla bla blablabla blabla bla blablablabla, bla? Blabla.

Blablabla,

Bananas / De Macacos S/A.”

...

No fim das contas, era o meu salário, mesmo. Detalhe? Transferi o resto que o banco não comeu pro outro banco, e errado. Ainda tem que extornar.

Depois quando eu olho torto pras pessoas e quero que todo mundo morra, ninguém entende o que foi. Pra ajudar eu estou com fome e não posso comer pelos próximos quase 2 dias ainda. Médico pau no cu do caralho.

Ah, e Deus? Me faz um favor, na próxima vez vê se procura outra otária pra fazer de trouxa. 

Beijonãomeligaquevousergrossa

Ô vô bebê pra insquecê minhas angústria…. bebe negão! (8)

Hoje eu acordei com muitos motivos pra estar de mau humor, e sem nada que salvasse:  com cólica, com sono, com o intestino preso que parece que tem uma rolha, com o cabelo amassado, com calor, com pressa… e sem meu namorado, sem dinheiro, sem vontade, sem ânimo.

Peguei trânsito, parei o carro no estacionamento que é barato, mas é bem longe. Vim andando e cheguei suada. Falando em chegar, foi só 30min depois do que deveria para poder sair a tempo de ir na terapia hoje, o que me tira 30min de almoço. O calor continua, e conforme o sol passeia no céu no sentido horário que eu nunca consegui enxergar, os marcadores de temperatura sobem e sobem e sobem cada vez mais. Ar condicionado? Em casa não tenho, e aqui no trabalho ele simplesmente não funciona. As janelas ficam abertas mesmo, e o ar que entra é quente. O ar dos ventiladores também é quente. E a cólica reina no País das Maravilhas… 

Pra ajudar, hoje é daqueles dias que os e-mails que chegam são todos de cobranças de tarefas que em 90% dos casos já foram feitas, ou spam. Incrível como e-mails de cachorrinhos e bebês rindo com mensagens engraçadas ou piadas sujas de putaria simplesmente SOMEM quando você precisa de um incentivozinho pra existir! Minha inbox parece o deserto da Patagônia.

Daí fui consultar o meu horóscopo, e sabe o que foi que ele me falou?

“Procure se aperceber como você anda chatinho, Capricórnio. Não tem quem agüente tanto mal humor e excesso de preocupações. É certo que a fase requer muito trabalho e mudança, mas procure olhar com um pouco mais de leveza para sua vida. as finanças passam por um ótimo momento.”

Pra começar, seu astrólogo de merda, chatinho é o teu cu. Pra terminar que você é um bosta que não sabe de nada, pois minhas finanças vão é de mal a pior. Se existisse alguma espécie de estado terminal-vegetativo-pé-na-cova-apodrecendo-vivo no quesito financeiro, este seria o meu quadro com diagnóstico final do especialista. Então não me venha com “chatinho”, pois quem ganha dinheiro pra inventar horóscopo de loser é você! O que eu invento não paga nem o Atroveran nosso de cada dia.

Acho que eu vou sair daqui direto pra um terreiro de macumba. Ou vou ligar pra algum dos cartazes espalhados pela cidade, do tipo “MÃE OLGA AMARRAÇÕES PARA O AMOR DINHEIRO DESFAÇO TRABALHO” e ver se ela me benze desse azedume em forma de encosto que tá pendurado em mim. LARGA DEEEEEEEU!!!!!

obs: na metade deste texto acabou a luz aqui e se não fosse o WordPress eu, ainda por cima, tinha perdido o post inteiro.

obs2: MACUMBA. Certeza que foi.


Muris in the air

Acho que posso considerar este blog como uma espécie de sanatório particular. Psicanálise digital. Do tipo: eu reclamo, você lê. =o)

Contando e rodando!

  • 33,771 caídas de para-quedas por aqui...

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Submarino.com.br

Patrocinado

CDs - Submarino.com.br
novembro 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

%d blogueiros gostam disto: