Missão Impossível

Ontem foi dia de dar vermífugo pras meninas. Cheguei em casa, vesti na Teca o macacão que comprei pra ela (judiação, ela MORRE de frio!) e a coloquei em cima da balança. 2 kg. Ok, meio comprimido. Fui, cortei em 4, peguei 2/4 e enfiei na boca dela. Engoliu. Acabou.

Agora era a vez da gata.

Rá.

Eu já sabia que seria difícil, mas não pensava que seria tão difícil.

Primeiro, resgatei ela de baixo da cama, com algum custo, e coloquei ela na balança do banheiro. Tentei pegar ela antes de ela correr, e consegui medir algo entre 4kg e 5 kg. Sim, ela é gorda. Ok, 1 comprimido inteiro. Peguei os 4 pedacinhos que lhe cabiam, resgatei ela de novo, segurei no colo e tentei abrir a boca dela. Enfiei 1/4 de comprimido, tomei uma mordida no dedo e a gata saiu correndo esculhambada de mim.

Peguei os 3/4 e o 1/4 babado, esmaguei, misturei com água, pus numa seringa. Resgatei a gata de baixo da cama. Enrolei numa toalha. Tentei enfiar a seringa na boca dela. NADA. Claro. Segurei com força, esguichei remédio no focinho e ela saiu correndo muito puta da cara. Fui atrás de novo… e isso se repetiu por cerca de 50 minutos. Resultado? Ela deve ter engolido 60% do conteúdo da seringa. NO MÁXIMO! E eu ganhei mordidas e arranhões.

É sempre foda dar remédio pra gato, ainda mais quando o bicho é meio arisco. Encontrei na internet um tutorial sobre Como Dar Comprimidos para Gatos que é HILÁRIO! Eu duvido que qualquer dono de gato não se identifica totalmente lendo isso:

COMO DAR UM COMPRIMIDO A UM GATO

         1. Pegue o gatinho e aninhe-o no seu braço esquerdo como se segurasse um bebê, tendo o comprimido na palma da mão esquerda. Coloque o indicador e o polegar da mão direita nos dois lados da boquinha do bichano e aplique uma suave pressão nas bochechas. Quando o felino abrir a boca, pegue rápido o comprimido da palma da mão esquerda e atire-o lá para dentro. Deixe o gato fechar a boquinha e engolir.
         2. Recupere o comprimido do chão e o gato de detrás do sofá. Aninhe o gato novamente no braço esquerdo e repita o processo.
         3. Vá ao quarto buscar o gato e jogue fora o comprimido meio desfeito.
         4. Retire um novo comprimido da embalagem, aninhe o gato no seu braço, segurando firmemente as patas traseiras com a mão esquerda. Obrigue o gato a abrir a mandíbula e empurre o comprimido com o indicador direito até o fundo da boca. Mantenha a boca do gato fechada e conte até 10.
         5. Recolha o comprimido de dentro do aquário e o gato de cima do guarda-roupa. Chame a sua esposa para ajudar.
         6. Ajoelhe-se no chão, tendo o gato firmemente preso entre os joelhos. Segure as quatro patas. Ignore os rosnados ameaçadores do gato. Peça à sua esposa que segure firmemente a cabeça do bichinho com uma mão e force a ponta de uma régua para dentro da boca do gato com a outra. Ela deve deixar rolar o comprimindo pela régua e esfregar vigorosamente o pescoço do gato.
         7. Desça o gato de cima da cortina e retire outro comprimido da embalagem. Tome nota mental de que precisará adquirir outra régua e mandar consertar as cortinas. Cuidadosamente varra os cacos das estatuetas e dos vasos do meio da sala e guarde-os para colar mais tarde.
         8. Enrole o gato numa toalha grande e peça à sua esposa que se deite por cima de forma a que apenas a cabeça do gato apareça por debaixo do sovaco dela. Instale o comprimido na ponta de um canudinho, obrigue o gato a abrir a boca e mantenha-a aberta com um lápis atravessado. Assopre o comprimido do canudinho para dentro da boca do gato.
         9. Consulte a bula para verificar se comprimido de gato faz mal a ser humano. Tome uma cerveja para lavar o gosto da boca. Faça um curativo no antebraço da sua esposa e remova as manchas de sangue do carpete com água fria e sabão.
         10. Retire o gato do galpão do vizinho. Pegue outro comprimido. Abra outra cerveja. Coloque o gato dentro do armário e feche a porta até o pescoço de forma que apenas a cabeça fique de fora. Force a abertura da boca do gato com uma colher de sobremesa. Jeitosamente, utilize um elástico como atiradeira para lançar o comprimido pela garganta do gato.
         11. Procure uma chave de fenda e ponha a porta do armário novamente no lugar. Tome a cerveja. Procure uma garrafa de cachaça. Tome um traguinho. Aplique uma compressa fria na bochecha e verifique a data da sua mais recente vacina contra tétano. Aplique uma compressa de cachaça na bochecha para desinfetar. Tome mais um traguinho. Jogue a camiseta no lixo e procure outra no quarto.
         12. Ligue para os bombeiros, pedindo que venham retirar o desgraçado do gato lá de cima da árvore do outro lado da rua. Peça desculpas ao vizinho que se machucou ao tentar desviar-se do gato em fuga. Retire o último comprimido da embalagem.
         13. Amarre as patas da frente às patas de trás desse danado e prenda-o firmemente à perna da mesa de jantar. Nas mãos, ponha luvas de couro. Do quintal, puxe a mangueira. Empurre o comprimido para dentro da boca da besta, seguido de um pedaço de carne. Segurando firmemente a cabeça desse terror felino, mande-lhe meio litro de água goela abaixo, para que o comprimido desça.
         14. Tome o que sobrou da cachaça. Peça à esposa que o leve ao pronto-socorro mais próximo. Agüente firme enquanto o médico lhe costura os dedos e o antebraço e retira os restos do comprimido de dentro do olho direito. Lembre-se: "homem não chora". A caminho de casa, use o celular para falar com as casas de móveis para se informar sobre o preço de uma nova mesa de jantar.
         15. Peça à Liga de Proteção aos Animais que mandem um funcionário com urgência para recolher o raio desse bichinho mutante. Ligue para a loja dos animais e pergunte se eles têm tartaruguinhas para vender.

 

TENSOTICAobs: sim, essa da foto é a Tica. 😀

Anúncios

3 Responses to “Missão Impossível”


  1. 1 Rodrigo[NightSpy] 05/06/2009 às 10:00

    hauhuahuhauhu…meu pai tem um gato, mas é um persa…medroso que só ele… mas até que é facinho dar remédio pra ele com a seringa.

    Cachorro já é fácil de tudo..até pra dar vacina é fácil, as vezes ele quer morder.. mas logo sussega. remédio mistura na comida e ele come..o bicho come até pedra se misturar na comida…huahuauahuh

  2. 2 Ivy 06/06/2009 às 01:48

    Sim. Eu ri um monte e como ja tive zeeevariosszz gatos, sei bem como é! AFF..
    Nessas horas são uns cãos! rs
    O texto é ótimo, faz a gente rir bastante!
    Mas lembre-se: “brasileiro nao desiste nunca!”..
    Adorei a foto da cara de ódeeeeeeo da Tica! hehehe

  3. 3 débora 18/06/2009 às 13:53

    ADOREIIIIIII! HAHAHAHAHAHAHAHA


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Muris in the air

Acho que posso considerar este blog como uma espécie de sanatório particular. Psicanálise digital. Do tipo: eu reclamo, você lê. =o)

Contando e rodando!

  • 33,583 caídas de para-quedas por aqui...

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Submarino.com.br

Patrocinado

CDs - Submarino.com.br
junho 2009
S T Q Q S S D
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

%d blogueiros gostam disto: