… com destino a… Macapá

Aeroporto é sempre uma experiência engraçada. Tem cada tipo de pessoa mais diferente que a outra: artistas, anônimos, crentes, malucos, hippies, rockeiros, gays, emos, indies, playboys, patricinhas, largados, cools, ricos, pobres. O que me chamou a atenção ontem, em particular foram, inclusive, uns espécimes desta última categoria.
Meu vôo era 22h10, e cheguei 21h15 em Congonhas. Milagrosamente a fila da Gol estava muito tranqüila. Aliás o aeroporto inteiro estava muito tranqüilo (crise, for sure). Só que, pra dar aquela variada gostosa*, tinha um grupo muito, mas muito sem noção na minha frente. Era o típico grupo de pobre que agora-a-Gol-tem-promoção-intão-nóis-parcela-em-quinze-veiz-e-vai-vê-as-tia-de-avião. Tipos, eram 2 moças e um casal. As moças (ok, fui bem legal com elas, as duas tem cara de tias) eram loiras e alisadas, com a calça socada no rêgo. Foram comprar comida e refrigerante 2x enquanto não chegava a vez delas (a fila durou 20min). A do casal era mais uma pobre da espécie Blondor alisabelis, em companhia dum macho da espécie Tocomendus a ninfets, trajado numa camisa frorida. Méldels. Se fosse só isso, ainda ia. Mas elas ficavam de costas pra fila, enrolavam e atravancavam tudo, e ainda pegaram um Sony Ericsson que probably ganharam de promoção do R$1 da Claro e colocaram música alta e começaram a DANÇAR em pleno aeroporto. Ok, pára tudo. Não. Zélia berrava no meu ouvidinho com a Simone lá no fundo, e eu graças a Deus apenas apertei o “+” do controle do volume pra nem ouvir a música alheia. Pela cara e dancinha da galera, era algo estilo Joelma rouca e no cio. Bom, chegando perto dos guichês eles todos sacaram papéis A4 com a carinha do site da Gol com os comprovantes e eu concluí: sempre tem uma primeira vez, mesmo. Perder papel imprimindo termos de uso da Gol é foda. Nessa hora o casal deu uma desatracada e pegaram as malas pra serem atendidos. Nisso um moço me chamou: – Próximo!, e foi a última vez que avistei o bando.

Acho que um psicoterapeuta faria uma monografia sobre os 5.
Ou sobre mim, de repente.

Vai saber. =/

*Da última vez tinha 3 gaúchos playboyzinhos metidos a gostosos tomando chimarrão e demorando HORAS pra andar na fila pq se distraiam conversando. Bá, tchê, que nervoso daqueles caras! PORRA, tem que tomar a merda do chimarrão na FILA DO AEROPORTO?! Toma na sala de embarque se é tão insuportável assim esperar pra tomar isso lá na terra deles! Fala sério! Eu não vejo mineiro sentado roendo um queijo minas na fila do banco. Meu cu.

Anúncios

1 Response to “… com destino a… Macapá”


  1. 1 Ivela 21/11/2008 às 01:35

    Justo na sua frente né!
    hehehehe..
    Adorei o texto!
    Bjo Ela! Só vc mesmo!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Muris in the air

Acho que posso considerar este blog como uma espécie de sanatório particular. Psicanálise digital. Do tipo: eu reclamo, você lê. =o)

Contando e rodando!

  • 33,579 caídas de para-quedas por aqui...

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Submarino.com.br

Patrocinado

CDs - Submarino.com.br
novembro 2008
S T Q Q S S D
« set   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

%d blogueiros gostam disto: